Inspire-se

IMG_9679

Conheça a história de Gabriela e veja transformação que veio das suas mãos.

Gabriela Azevedo, mãe de 3 filhos, 28 anos, solteira, desempregada e moradora da comunidade de Triagem. Com uma vida muito difícil, Gabriela luta pelo sustento de suas crianças, passando por inúmeras dificuldades, entre elas, a fome e o descaso.

“Moro lá tem 28 anos, eu nasci naquela localidade. Lá não é flor que se cheire, pois tem tráfico de drogas e armas, então eu não quero isso para os meus filhos. Eu vivi ali dentro e sei o que eu passei, e eu não quero nunca isso para eles.”

“(…) cheguei em um momento de passar fome, passei sim. Mas eu tendo comida para os meus filhos comerem, eu deixo de comer para dar para eles, pois eu sei que eles precisam mais do que eu.”

Em meio aos seus problemas, Gabriela procurou por ajuda e acabou encontrando o IPPCAMI, o qual foi responsável por uma transformação impactante. Após a entrevista com coordenadora pedagógica da instituição, ela conseguiu que seus filhos tivessem a oportunidade de uma nova perspectiva de vida.

“Pensei em tirar a minha vida, mas pensei nos meus filhos, porque a minha força de viver são eles, e eu vou vivendo. Deus me deu forças, me sustentou! A coluna que me segurou mesmo foi a Tatiana (coordenadora pedagógica do IPPCAMI), porque no momento que eu precisei, ela chegou e me deu um ombro amigo.”

“A Gabriela chegou aqui sendo uma mãe difícil de lidar, que não baixava a guarda para nada. Aos poucos, nós fomos construindo uma cumplicidade, entendendo as suas dificuldades e tentando ajuda-la da forma que conseguimos aqui, hoje a Kailane, o Kauê e a Juliana Vitória estão aqui na instituição, a Kailane e o Kauê estão participando do Projeto Brincando e Estudando, e a Juliana está na creche, eles vêm todos os dias nas aulas e são muito participativos. Nós, aqui, com o nosso trabalho, conseguimos melhorar a realidade dessas crianças.”     (Coordenadora Pedagógica)

“Eles começaram a acordar cedo e ganharam responsabilidade, às vezes em casa não tem comida, e aqui já tem, as crianças já saem almoçadas, e isso me deixa despreocupada, aqui meus filhos estão guardados e por isso olhar minha filha no Projeto me deu muitas forças para eu correr atrás de serviço ”

O IPPCAMI luta para que crianças, adolescentes e adultos desassistidos tenham um destino melhor. Aqui contribuímos diariamente para a transformação de gerações, compartilhando todo o amor, respeito e cuidado. Nossa luta é para que a educação seja um dos alicerces que sustenta a nossa sociedade, transformando o mundo em lugar mais justo.

Nossas ações impedem que crianças e adolescentes tenham as ruas como meio de vida.

“Eu quero dar o bom para os meus filhos, porque eu não tive nada, não tive moleza, perdi minha mãe aos 13 anos e meu pai aos 16, minha irmã mais velha me tratava mal, mas com meus filhos aqui, eu ainda não perdi a esperança.”

%d blogueiros gostam disto: